Blog Esalqueanos

Vou te explicar o porquê de você estar procrastinando (Iskrépi; F11)

16/08/2022 - Por luciana okazaki
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

485 views 2 Gostei 0 Não gostei

Perfeccionismo e procrastinação podem se ligar e formar um círculo vicioso do qual fica difícil de sair. Você procrastina porque sente que, se fizer o que precisa ser feito, naquele instante e com as condições que você tem, aquilo não sairá da maneira que você gostaria. Você acha que poderia fazer algo agora mas se fizer depois ficará melhor, e então, acaba procrastinando. O círculo não tem um começo ou fim nítidos, você acaba sendo engolida por esta bola de neve e sua saúde mental vai para o espaço. Isso já aconteceu com você?

 

Quando falamos de ciclo da procrastinação a maioria das pessoas está familiarizada com o que seja isto. Mas vou te contar uma situação que vivi para ilustrar melhor.

 

O ciclo basicamente começa com 'tenho uma tarefa a ser realizada' (por exemplo: escrever este texto). De repente, eu recebo uma mensagem no whatsapp e pego o celular para ler. Enquanto respondo a pessoa que me escreveu, outras mensagens começam a chegar e eu respondo também. Quando termino, percebo que preciso ir ao banheiro e lá vou eu. Em seguida, resolvo tomar um chá e dar uma olhada nas minhas plantas pois notei que elas estavam um pouco secas. Cinquenta minutos depois me dou conta que o tempo passou e eu não fiz a primeira tarefa que eu me dispus a fazer. Procrastinei.

 

Mas por que muitas vezes nós procrastinamos? Justamente porque o componente 'perfeccionismo' pode entrar em jogo. No meu caso, já me aconteceu exatamente com este exemplo que dei.

 

Quando me sentei para escrever, percebi que "estou um pouco cansada e as ideias para o texto não são lá grande coisa. Se eu escrever agora, são será um bom texto". Coloquei esta última frase entre aspas porque é justamente o que se passou na minha mente no momento de executar a tarefa. E a partir desse pensamento, eu acabei indo fazer outras coisas. Percebe que foi um julgamento meu e não uma verdade absoluta?

 

É importante ressaltar aqui que o perfeccionismo não é fazer algo que os demais julguem como perfeito, excelente. Mas sim, fazer algo utilizando a sua própria régua do que seria o seu melhor. E na maioria das vezes a nossa régua é muito alta.

 

Talvez se eu tivesse sentado da primeira vez e escrito com as condições e ideias que eu tinha, o texto teria ficado muito bom. Não excelente da maneira que eu gostaria. Mas ainda assim, bom o suficiente para que as pessoas leiam, entendam e gostem.

 

O perfeccionismo é uma característica comum de pessoas rígidas. Pessoas que muitas vezes tem dificuldade em pedir ajuda. Não respeita os seus limites e exigem muito de si. Podem ter um bloqueio na sua individualidade e acabam se comparando em demasia com os outros ao invés de focarem mais em si mesmas.

 

Sabe aquela criança que foi criada para ser o filho ou a filha perfeita? Ia bem na escola, se destacava com suas notas e feitos e sempre recebia elogio dos pais? Então, essa criança acabou levando esses sentimentos em proporções destorcidas para a vida adulta.

 

Existe também a procrastinação de quem está sempre procurando prazer ao invés de encarar o que precisa ser feito. Mas isso, vou abordar em um outro texto. Só espero não ser sabotada pelo perfeccionismo...

 

Agora que você entendeu sobre uma das causas da ligação perfeccionismo-procrastinação, que tal trabalhar isso em terapia? É possível! Você precisa olhar para as suas feridas emocionais e entender seus atuais sabotadores.

 

Luciana Okazaki (Iskrépi; F-11) ex-moradora da República Cupido, é engenheira agrônoma vivendo seu propósito como Terapeuta Integrativa

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES