Blog Esalqueanos

Universitário estressado - Quem? Eu? (Vavá; F66)

23/03/2019 - Por evaristo marzabal neves
436 views 1 Gostei 0 Não gostei

Universitário estressado: Quem? Eu?

Prof. Evaristo Marzabal Neves – Vavá F-66

A quem você está se dirigindo? A mim? Você não me conhece para afirmar que sou um universitário estressado. E, por não reconhecer o estresse, vivemos num ambiente de estressados.

Vamos nos apoiar na psicóloga, especialista em estresse, Profa. Maria A. Covolan que lembra que “estudar em uma universidade exige muito esforço mental e físico, principalmente no final de cada semestre, quando o acumulo de atividades é maior. A pressão de estudo para provas e a elaboração de trabalhos, além de atividades extracurriculares, podem deixar alunos e professores estressados. Mãos suadas, respiração rápida, taquicardia, falta de apetite para alguns ou compulsão por alimentos para outros, dor de cabeça, tensão dos maxilares e ranger de dentes são alguns sinais mais fáceis de ser identificados como estresse”. Em síntese: vamos deixar para amanhã o que podemos fazer amanhã. Por que antecipar?

Daí nossa recomendação em aula, na temática de administração racional do tempo, que o estresse, muitas vezes está associado à má administração do tempo no semestre. Sabendo mês antes, nas férias, quais disciplinas irão tomar, porque não antecipar, adiantando e organizando as aulas, tomando ciência de textos on line ou apostilas das disciplinas semestrais, indo conversar com o professor para ter uma primeira aproximação? Assim agindo, na aula sobre a temática não se trata de assunto desconhecido a ter ciência no dia agendado para a mesma, pois, de antemão, já fora organizada e estudada. Desta forma, o aprender se transforma em apreender, e o fazer aprender da aula, na pratica nada mais seria do que aprender fazendo o que já se tem um conhecimento prévio. Experimente e verá que o caminho semestral é mais suave e tranqüilo.

Retomando as orientações da psicóloga M.A.Covolan enfatiza que “o estresse é a resposta fisiológica, psicológica ou comportamental com que nosso corpo reage a uma mudança de rotina, a uma situação que causa tensão”. “Na psicologia existe tratamento especializado que ensina a lidar adequadamente com o estresse das mais diferentes situações de vida”. “O treinamento em controle do estresse e qualidade de vida é indicado para todos os que vivem sob pressões das circunstancias da vida e também é destinado aos que desejam aprender a administrar a irritação como medida profilática, e aplicá-lo nas suas situações do cotidiano, a fim de melhorar a qualidade de vida”.

Será que um das ferramentas do treinamento em controle do estresse não estaria no revisitar e reanalisar a agenda semanal praticando o quadrante sugerido por S. Covey (Os sete hábitos de pessoas altamente eficazes) sabendo discernir e listar o que foi importante e urgente, importante e não urgente, urgente e não importante, e, não importante e não urgente? Será que o que não é importante e não urgente não deve ter carregado demais a agenda da semana?

É preciso reconhecer e conhecer os fatores estressores e buscar minimizá-los ou extinguí-los; caso contrário, é um somatório de preocupações não solucionadas irritando e enervando a pessoa que externaliza com agressões verbais.

Finalmente, apoiando-se ainda na psicóloga são enumeradas as principais causas de estresse no universitário desorganizado e procrastinador: carga horária extensa, cansaço, baixa autoestima, competitividade, cobranças excessivas, falta de tempo para si mesmo e para atividades físicas, atividades extracurriculares em excesso, insegurança profissional, problemas de relacionamento com o professor, entre outras. Em nossa opinião, é uma vitima da falta de planejamento e organização de sua agenda semestral, reflexo do pouco entendimento de saber como administrar racionalmente o seu tempo.

--------------------------

Obs. Parte dessa reflexão se apóia em “Alivie o estresse” (Acontece Unimep, Ano 24, Edição 401, junho 2008, p. 10). Leitura para reflexão aos ingressantes em Engenharia Agronômica a partir de 2009, Disciplina “Introdução à Administração” (extinta em 2015). Atualmente, fica disponível para consulta na disciplina “Vida Universitária e Cidadania” oferecida no 1º semestre, a partir de 2016, aos ingressantes em Engenharia Agronômica, responsabilidade do Prof. Roberto A. Souza Lima e eu, como corresponsável.

PUBLICIDADE
APOIADORES