Blog Esalqueanos

Sentimento de pertencimento e sentimento de gratidão (Vavá; F66)

16/02/2020 - Por evaristo marzabal neves
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

929 views 8 Gostei 0 Não gostei

Sentimento de pertencimento e sentimento de gratidão

Evaristo Marzabal Neves (Vavá - F 66)

Sobre "Sentimento de pertencimento": no vocabulário googleano encontra-se, entre outras reflexões, "pertencer a um meio e se sentir inserido num grupo social são necessidades inerentes do ser humano. O sentimento de pertencimento no trabalho faz com que os colaboradores estejam mais integrados a uma organização, as suas atividades e aos seus resultados. Se sentem pertencentes ao todo".


Continuando: "o senso de pertencimento desenvolvido internamente nas organizações é um importante aliado para seu sucesso e sustentabilidade. Ele é estabelecido quando todos os colaboradores sentem-se parte da equipe e passam a vestir a camisa da organização. Isto, evidentemente, beneficia os colaboradores e a organização. Os primeiros tornam-se mais colaborativos, engajados nas tarefas e comprometidos uns com os outros. A organização, por sua vez, torna-se mais produtiva, rentável e eficiente em cada atividade".


Sobre "Sentimento de gratidão": no vocabulário googleano tem-se que "gratidão é um sentimento de reconhecimento, uma emoção por saber que uma pessoa fez uma boa ação, um auxilio em favor de outra. Gratidão é uma espécie de divida, é querer agradecer a outra pessoa por ter feito algo muito benéfico para ela". Quem não se beneficiou da ESALQ?


Continuando: "O sentimento de gratidão é capaz de transformar a forma com o qual você enxerga sua vida em relação ao passado, presente e futuro". "Estou feliz porque sou grato e escolho isso todos os dias. É essa gratidão que me permite ser feliz" (W. Arnett).


Até agora você deve estar perguntando: - Aonde o Vavá quer chegar? Antes de chegar lá e juntar as peças, gostaria que tomassem ciência de alguns pontos de uma reflexão inicial que submeto, de saída, os ingressantes em Engenharia Agronômica na Disciplina Vida Universitária e Cidadania: Filho DA Luiz de Queiroz e Filho DE Luiz de Queiroz: São sinônimos? (tarefa de casa para entregue na primeira hora da aula seguinte. Postado em nosso blog em 17/07/2016, 5.030 views até 14/02/2020). Neste artigo defino que Filho DA Luiz de Queiroz é um estado físico de alguém que aqui passou, estudou, ganhou conhecimento, se prevalece da marca ESALQ pelo mundo afora e fica apenas nisso. É uma demonstração de egoísmo, vaidade e oportunismo, de aproveitamento de recursos públicos para o seu beneficio particular. Venha a mim tudo e todo beneficio da marca ESALQ, sem qualquer contrapartida.


Por sua vez "Filho DE Luiz de Queiroz" é um estado de espírito. Está enraizado no intimo, fruto de um encantamento e veneração pela ESALQ. O importante, por ser um estado de espírito é que tem apreço e veneração pela ESALQ...Revele seu caráter de Filho DE Luiz de Queiroz e mostre o quanto é grato por estudar (ter estudado no caso do ex-aluno) e ganhar conhecimento e progressão social numa universidade pública.


Pergunto: se você se sente um Filho DE Luiz de Queiroz, que retorno tem dado a sua escola mãe? Tem ciência de quanto foi seu custo social desde seu ingresso até a formatura? Você reconhece que ficou caro para a sociedade que nos mantem através do ICMS? Três anos atrás, Prof. Luiz Gustavo Nussio (Diretor da ESALQ, Gestão 2015-2018) apresentou um calculo e chegou que, na média, o aluno da ESALQ custava ao redor de R$ 5.200,00/mês, não incluídos outros benefícios. Resta uma dúvida: Será que um egresso tenha, no tempo, efetuado este calculo para ver o seu custo social até a obtenção de um diploma muito valorizado no mercado?


Alguns egressos confundem "sentimento de pertencimento" quando perguntado onde se formou, diz com "boca cheia": na ESALQ, como se isto fosse uma condição de pertencimento. A grande questão é: qual tem sido seu retorno à ESALQ após sua formatura? Como você pode expressar seu "sentimento de gratidão"?


Já manifestei em artigo anterior (Sócio Mantenedor = Sentimento de Pertencimento, postado em nosso blog em 30/10/2019, 520 views até 14/02/2020) que o "sentimento de pertencimento" à ESALQ  se manifesta quando se mantem vínculos, principalmente com apoio financeiro, como forma de gratidão visando a manutenção e sustentabilidade social de nossa escola, clara evidência de solidariedade e de responsabilidade . Perguntaria: Porque o Vavá retorna a este tópico?


Chamou minha atenção quando a ADEALQ anunciou o resultado da eleição para o Conselho Consultivo registrando que votaram 1 554 sócios. No mesmo tempo fui ao nosso site (https://www.adealq.org.br/mantenedores) e verifiquei o registro de apenas 491 sócios mantenedores. Uma simples operação aritmética (subtração 1.554 - 491) evidencia que existem 1.063 potenciais sócios mantenedores. Não ficaram ainda por algum ruído de comunicação? Vamos lá minha gente, vamos ser um Sócio Mantenedor.


No encerramento da Semana Luiz de Queiroz (outubro 2019) na Sessão Solene (sábado de manhã, no Ginásio de Esportes) falei com nosso presidente André (RG; F90) que faríamos todos os esforços para chegarmos ao fim de 2020 com mil sócios mantenedores. É possível? Acredito que sim. Basta estabelecer uma brigada formada com aqueles que já são.


É preciso reconhecer que a ADEALQ tem papel importante dentro da ESALQ. Como expressei no artigo "Sócio Mantenedor = Sentimento de Pertencimento" a "ADEALQ é o exemplo vivo e empático de sentimento de pertencimento com a ESALQ e se comporta como Filha DE Luiz de Queiroz, exemplo de parceira, engajamento e compartilhamento na continuidade e crescimento dos ideais de Luiz de Queiroz.


Viva a ADEALQ que atualmente desenvolve o Programa de Bolsa de Permanência ´Valdomiro Shigueru Miyada´ que é oferecida, após criteriosa seleção, aos alunos que se encontram com dificuldades socioeconômicas para sua manutenção na Universidade, além de outros apoios à direção da ESALQ. Não seria uma atitude de sentimento de pertencimento, e, acrescentaria como retorno, o sentimento de gratidão? Feliz união.


Não sei dizer se o reduzido número de sócios mantenedores numa instituição que já formou 16 mil profissionais desde 1901 e 10 mil títulos outorgados (mestrado e doutorado, principalmente) se deve a ruído de comunicação ou a omissão de ex-aluno ou, ainda, desconhecimento deste, gerando elevado custo da informação ou comunicação. Arregimentar é preciso...Omitir não é preciso.


Ânimo, minha gente! Vamos lá! No site da ADEALQ (www.adealq.org.br) há o registro que somos 491 sócios mantenedores e solicita que clique em "Também quero ser um" além de uma convocação geral: "Convide seus amigos e colegas de turma e de republica a fazerem parte". É apelar para o "vamo que vamo", pois "não há quem possa com a turma nossa", coesa e unida na busca da meta dos mil sócios até dezembro 2020.


Assim ocorrendo direi em viva voz que sócio mantenedor é um somatório de "Filho DE Luiz de Queiroz" + "Sentimento de Pertencimento" + "Sentimento de Gratidão". Precisa mais?

PUBLICIDADE
APOIADORES