Blog Esalqueanos

O Debate Carne x Câncer (Bolo Fofo F87)

31/10/2015 - Por alexandre mendonça pedroso
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

7687 views 0 Gostei 0 Não gostei

Essa semana foi amplamente divulgada na mídia a inclusão pela IARC (Agência Internacional de Pesquisas sobre Câncer), órgão da Organização Mundial de Saúde, das carnes vermelhas e carnes processadas numa lista de agentes potencialmente cancerígenos. Obviamente isso suscitou manifestações ruidosas de apoio pela turma que milita contra o consumo de carnes, e manifestações igualmente ruidosas de repúdio, por quem trabalha com produção animal e defende o consumo de produtos cárnicos. 

Minha origem de pesquisador me faz avesso a discussões sem o devido embasamento. Odeio opiniões emitidas sobre temas que se desconhece, a partir de algum "ouvi falar que isso..." Dessa forma, gostaria de incluir alguns elementos para sustentar o debate em torno deste tema:

- A IARC têm relacionado inúmeras substâncias à ocorrência de diferentes tipos de câncer, incluindo ar, luz solar, vinho, serragem, lâmpadas fluorescentes, Aloe vera, trabalho noturno, café, dentre outros.

- Para chegar à conclusão, a IARC não conduziu nenhuma pesquisa científica, optando por realizar uma revisão da literatura já existente sobre o tema, extrapolando conclusões sem qualquer ligação real entre o câncer e as carnes vermelhas e processadas. Há inúmeros estudos científicos publicados em periódicos de alto gabarito que concluem que esses tipos de carne não causam câncer. A discussão está longe de ser encerrada.

- O relatório não levou em conta o valor nutricional das carnes vermelhas e processadas como parte de uma dieta balanceada e saudável. Diversos estudos científicos, igualmente publicados em periódicos de alto gabarito, concluíram que essas carnes podem perfeitamente fazer parte do cardápio de quem pretende ter um estilo de vida saudável.

- Por exemplo, a dieta típica da região mediterrânea inclui muito mais carnes processadas do que outras dietas típicas de outras regiões, e mesmo assim não se observa nos países mediterrâneos uma incidência de casos de câncer maior do que nas populações de outros países que também utilizam essas carnes em suas dietas.

Antes de demonizar o consumo de carnes - de qualquer tipo - vamos nos informar adequadamente! Não se pode sair proferindo verdades sobre um tema, sem estuda-lo com um mínimo de profundidade. A discussão em torno do consumo de carnes é saudável e totalmente pertinente, mas é fundamental ter certeza de que o que se lê é de fato verdade.


Para quem quiser se informar mais sobre o assunto, segue o link para o press release da IARC -http://www.iarc.fr/en/media-centre/pr/2015/pdfs/pr240_E.pdf - e para uma nota da NAMI (North American Meat Institute) - https://www.meatinstitute.org/ht/display/ReleaseDetails/i/116652

Alexandre Mendonça Pedroso (Bolo-Fofo F87) Eng. Agrônomo, Mestre e Doutor em Ciência Animal e Pastagens, Ex Presidente da AAALQ, Ex Mourante da República Gato Preto
PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES