Blog Esalqueanos

Nancy Maria Marlene Bernadette Aracy... Leão (Pinduca F68)

13/09/2015 - Por marcio joão scaléa
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

7013 views 0 Gostei 0 Não gostei

cialis generico italia

acquistare cialis in farmacia click here

 

O dia havia sido surpreendente : o Universitário passara de excluído social a participante/assistente privilegiado da apresentação de Nara Leão, sua maior paixão. Mas, repetindo o velho chavão, a noite era uma criança.

 

Terminado o show, o baile pegou fogo para a maioria, mas perdeu importância para ele, que só queria sossego para desfrutar das recordações de um dia tão memorável : a imagem, a voz, o perfume, o sorriso e os acenos da Musa maior. Lá ia o Universitário a caminho da república, recapitulando e saboreando cada momento daquela noite. Mas era sábado, e a república deserta deu-lhe a noção de sua solidão e seu abandono : como gostaria de ter alguém para compartilhar o que fervia em seu peito e em sua cabeça!

 

Deitou-se, pois não havia mais nada a fazer, e demorou a dormir. A satisfação pelos sucessos do dia se alternava com a sensação de isolamento e de solidão da casa vazia. Acordou com as batidas na porta, alta madrugada, pensando que era o Amigo 3 voltando da casa da namorada nativa, que mais uma vez havia esquecido a chave. Mas não era.

 

Era Nancy, gentil garota, uma das mais novas "meninas de república" de Piracicaba. Filha de uma lavadeira, ela recolhia roupas sujas e as entregava lavadas para os clientes de sua mãe, nas mais diversas repúblicas da cidade, o que era meio caminho andado para se apaixonar e se entregar a um estudante mais afoito. Que a repudiou em algumas semanas, levando-a à condição de "menina de república", expulsa de casa pelo preconceito familiar. Ela passaria a se equilibrar numa estreita faixa em que, por comida, convivia nas repúblicas durante o dia. Por dinheiro, se prostituía pelas ruas da cidade durante a noite. E por afeto, se entregava a alguém durante as madrugadas. Estava claro que ela não viera atrás do afeto do Universitário, mas quem não tem cão, caça com gato. E ele foi o alvo de sua paixão naquela noite.

 

E naquela noite ela foi, para o Universitário, a soma de todas as mulheres tidas e não tidas, amadas ou desejadas, reais ou imaginarias : Nancy Maria Marlene Bernadette Aracy Silvia Nara Regina Izabel Carmem Verônica Vera Sandra .......................... Leão.


Marcio Joao Scaléa (Pinduca F68) é Engenheiro Agrônomo ex morador da Republica Mosteiro

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES