Blog Esalqueanos

ERA VERDADE! (Filetti F73)

22/03/2016 - Por josé verza filetti
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

3196 views 0 Gostei 0 Não gostei

Lendo "Blog dos Esalqueanos" enviado por Drepo 70 com o titulo de Rastilho de Porva , sinto ter que decepciona-lo. As dicas e vazamentos sobre as provas dentro da ESALQ  existiam sim!

Corria o ano de 1969 e naquela semana, mais precisamente na sexta feira, teríamos uma prova de bioquímica onde com certeza haveria inclusive questões sobre o ciclo de Krebs, matéria que abominávamos.

No prédio da <> onde seria aplicada a prova, trabalhava como secretaria uma gatinha apenas simpática, porem louca prá arrumar um namorado.

Sabedor das estórias das dicas e dos estênceis amassados e jogados nas latas de lixo convidei-a para um cineminha no meio da semana. Fomos ao Politeama, numa quarta feira, devidamente acompanhados a distancia por cerca de quatro ou cinco colegas também interessados nas tais de dicas.

Terminado o filme, sem ter havido oportunidade de tocar no assunto "estênceis", levei-a jantar no Mirante, lugar sem grande afluência durante a semana. A grana para pagar o jantar já havia sido conseguida através de uma vaquinha entre os colegas que de longe, observavam.

Durante o jantar, notei que em uma de suas mãos, mais precisamente no dedão, havia uma pequena verruga e então perguntei...

 - E essa verrugazinha linda? Já ouviu falar em Antibiarzol?

 - Claro!... Esqueceu que eu trabalho no prédio da química?

 - É mesmo e por falar nisso, é verdade que às vezes encontram-se estênceis de provas amassados e jogados em cestos de lixo do prédio?

 - É sim, ontem mesmo tinha um no cesto da minha mesa!   

 Perguntei-lhe se podia me conseguir aquele, pois eu colecionava recordações de todas as provas que fazia, desde o primeiro ano.  

No dia seguinte, ao meio dia o estêncil amassado estava em minhas mãos. Convoquei então os "perdigueiros" da turma pratica 5 que me acompanharam no cinema, para numa das republicas que frequentávamos, que com a ajuda de um espelho, cadernos, livros e apostilas pudéssemos resolver as questões. Alguns erros foram cometidos propositalmente para que não pairassem desconfianças.

Na sexta feira, as 7:30 h recebemos das mãos do mestre as papeletas com as perguntas da prova. Nenhuma delas tinha a ver com as do estêncil. Olhamo-nos sem entender o que havia acontecido, porém respondemos a prova com a nossa parca sapiência adquirida nas salas de aula.

Somente dias depois, soubemos que as perguntas do estêncil tinham sido aplicadas na prova da turma pratica 4, na quarta feira, ante-véspera da nossa prova. 

José Verza Filetti (Filetti)  é Engenheiro Agrônomo (F73) e nativo

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES