Blog Esalqueanos

Emprego (Pinduca F68)

09/04/2016 - Por marcio joão scaléa
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

3127 views 0 Gostei 0 Não gostei


Colégio de Aplicação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo - CAFFCL-USP : nome pomposo, que os enchia de orgulho. Escola exigente que os enchia de conhecimentos. Ambiente especial, com acompanhamento psico-pedagógico, com direito a teste vocacional e professores como o Scipione de matemática, a Anita de física, a Miriam de biologia, o Gutierrez de português e o Machadão de química, mas também com direito ao Otacílio de latim! Tudo isso no fim dos anos 50 e início dos 60.

 

Ano de 1962, o Adolescente cursava o segundo ano do científico e era um aluno médio : poucas faltas, notas razoáveis, comportamento normal, apenas chamando a atenção pela idade, estando entre os mais novos da turma.

 

Apareceu a chance de um estágio/emprego numa pequena empresa de aparelhos elétricos, conforme anunciado pela orientadora pedagógica. Os concorrentes mais fortes, do terceiro ano, já muito preocupados com o vestibular, não se interessaram. Mas as inscrições foram muitas, pois a chamada não era exclusiva para o Colégio de Aplicação. Feito um teste escrito, grande parte dos pretendentes foi eliminada, apenas alguns foram chamados para uma entrevista lá na empresa, que ficava no bairro da Água Branca, próximo à Companhia Vidraria Santa Marina. O Adolescente entre eles.

Fase difícil da vida, um turbilhão de desejos no peito, desejos que poderiam ser satisfeitos com algumas moedas, que ele não tinha. A família não lhe deixava faltar nada do básico, mas um salário, por pequeno que fosse, seria de grande valia não só para ele, mas para sua mãe, viúva recente. E a hoje tão falada auto-estima?

 

Sábado de manhã, dispensado das aulas (naquela época as escolas tinham aulas aos sábados!), lá foi o Adolescente para a entrevista, chegando à empresa meio sufocado pela expectativa e ofegante pela longa caminhada : não tinha dinheiro para o ônibus. Candidatos numa sala, olhares desconfiados, eram chamados um a um para a entrevista e teste oral. O Adolescente se saiu muito bem, apesar do nervosismo e da timidez, recebendo elogios de toda a banca, que o mandou aguardar o resultado final que sairia na terça feira. Volta para casa, peito leve, saltitante, nem sentiu os quilômetros da caminhada. Fim de semana elétrico, fazendo planos e antegozando a surpresa que faria para a mãe.

 

Terça feira, noite mal dormida, inquietação, ansiedade. Chegou bem antes de serem abertos os portões da escola. Mal percebeu as primeiras aulas, pareciam uma eternidade. Intervalo para o lanche, foi chamado à diretoria para ser informado que havia sido preterido no processo de seleção pois o cargo a exercer exigia muita responsabilidade e ele fora considerado muito novo para tal. Provavelmente foi contratado um velho de 80 anos cursando o chamado curso supletivo.

 

Critérios?


Marcio Joao Scaléa (Pinduca F68) é Engenheiro Agrônomo ex morador da Republica Mosteiro

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES