Blog Esalqueanos

EMBALA MEU SONHO

22/03/2016 - Por paulo antonio petraquini greco
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

2902 views 0 Gostei 0 Não gostei


 

 

É fim de noite na terra de Nhô Quim

Terra que tanto amamos!

 

O agrônomo pede um café.

Já é quase dia, mas o dono do bar ainda não passou o café.

E comenta:

─ Para que pressa, homem?

─ Espere um pouco - Hô Hô !!

 

E a bela nutricionista, sentada à mesa

Já fuma um cigarro balsâmico.

Assim diz ela:

─ Um cigarro para balsamizar  minha insônia.

 

Digo-lhe que não fume. Nem para si e muito menos para quem não pode se defender.

 

O filho dela vai nascer no dia 16 de maio ou no seu entorno.

E chamar-se-á Tiago.

(Com certeza trilhará estranhos caminhos - todos vitoriosos).

(Possivelmente trilhará a Via Láctea, como Jacó ou Buñuel).

 

Mas, dizia, o filho dela vai nascer.

Pois a bolsa, logo vai romper-se.

 

A outra bolsa. A de Mestrado.

Vai terminar.

 

E como ela vai fazer?

 

Não vai trabalhar

Pois não há emprego neste país

E onde que há tanto a trabalhar ou a fazer.

Também não vai fugir!

Pois que além de bela - é também valente.

 

Não vai voltar para a casa materna

Porque lá, pela moral paterna

Já não cabe mais.

 

O pai do filho

Que gostou tanto de fazer o filho

Não assumiu.

Pior, sumiu.

 

Mas a bela mulher nutridora

Não vai desistir.

Vai sempre, nutrir o filho - como já o faz.

 

E vai nutrir

Com essência e paciência.

 

Neste ponto, estamos todos

Ainda no "Vamos ver".

 

Mas ainda é Domingo na terra de Nhô Quim.

 

E:

- A mulher nutridora espera o filho.

- O homem do bar espera o café passar.

- O agrônomo espera com esperança.

- Espera que haja mudança.

- Ora, todos estamos bem.

- Todos temos um tema CENTRAL que mudará o BRASIL.

 

E, como diz o novo Chaplin, "a vida é bela" aqui no Brasil-Sul-Maravilha.

 

Só em Brasília é que nada se espera.

Ou (como diz Caetano) ─ ao avesso:

Espera-se que as coisas mudem por si.

 

No rádio,

Júlio Iglesias canta um tango.

Doce e terno.

 

Diz ele:

"ACARÍCIA  MI  ENSUEÑO"...

 

 

 

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES