Blog Esalqueanos

Dr. Jivago (Pinduca F68)

16/07/2016 - Por marcio joão scaléa
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

3079 views 1 Gostei 0 Não gostei

generico cialis 5 mg

cialis generico


Julho de 1970, o Agrônomo foi fazer a safra de trigo no sul do Paraná, em Guarapuava, mais precisamente na Colônia Vitória, com a aplicação aérea de defensivos na cultura do trigo.

A Colônia Vitória era um grande assentamento de colonos alemães, vindos para o Brasil logo após o fim da Segunda Guerra, para se instalarem naquele planalto de Guarapuava, terras planas e ácidas, sob um clima impiedoso : dizia-se que era  mais frio ali do que na Alemanha, sob a neve, talvez por causa do vento gelado .

Tempos difíceis, empresa pequena, despesas controladas, o Agrônomo foi de S.Paulo a Guarapuava de ônibus, umas 15 horas de viagem. Em Guarapuava, espera de algumas horas até tomar outra condução para a Colônia Vitória, agora um pequeno ônibus do tipo "rasga a roupa" : as molas dos bancos faziam estragos nas roupas dos desavisados. No meio da tarde já estava instalado no hotelzinho que seria seu lar pelos próximos meses.

Ao entardecer o Agrônomo saiu para tomar um lanche, quando notou um burburinho na frente de um galpão numa rua próxima : era o cinema local, que naquela noite estaria passando um filme há muito esperado, o Dr.Jivago. Por coincidência o Agrônomo ainda não havia visto esse filme, o que o levou a se apressar no lanche, para ir tomar assento no galpão gelado, em uns bancos de madeira, lotados.

Filme assistido, lágrimas disfarçadas, veio a surpresa final. Ao ir do cinema para o hotel, o Agrônomo seguia pela ruazinha do vilarejo, sem calçamento, quando o solo lhe faltou sob os pés : caiu numa valeta em que não havia reparado ao ir para o cinema! Ainda conseguiu, ao cair, bater os pés e saltar para fora, apenas meio molhado e sujo de barro. Por sorte, a valeta não era de esgoto , mas de drenagem das águas da chuva. Por azar, tudo aconteceu na frente da multidão que saia do cinema, que durante um bom tempo não se esqueceu do acontecido, zombando dele onde quer que o encontrasse.

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES