Blog Esalqueanos

Cumprindo missão vitoriosa (Vavá F66)

10/10/2023 - Por evaristo marzabal neves
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

1084 views 28 Gostei 3 Não gostei

Ao acessar o site da ESALQ (www.esalq.usp.br) e clicando em Símbolos - coluna Institucional, o leitor ficará sabendo que cultuamos seis símbolos: Bandeira, Brasão, Flâmula, Medalha Luiz de Queiroz, Hino e Ode.

Destes seis símbolos, o egresso leva consigo, arraigado em seu íntimo, o Hino da ESALQ e a Ode, cantado e declamada ao longo de sua vida acadêmica. Detalhando sobre o Hino: "Escrito em 1978 e apresentado pela primeira vez durante a sessão solene de colação de grau da turma daquele ano, realizada em 11 de janeiro de 1979... foi cantado pelos formandos, sob a regência do próprio autor, professor Zilmar Ziller Marcos, que compôs letra e música da canção. Formado pela turma de 1955, o professor Zilmar doou os direitos da composição à Escola em 1984, sendo instituído, como hino oficial, dois anos depois". Já "A Ode foi entoada em público pela primeira vez durante o encerramento da reunião ordinária da Congregação do ano Jubilar da Escola, quando completou 75 anos, em 1976... a Ode à ESALQ foi lida pelo seu autor, professor Salvador de Toledo Piza Júnior. Porém, a Ode só foi incorporada ao patrimônio cultural da ESALQ no aniversário de 80 anos da Instituição, em 3 de junho de 1981. O poema épico é sempre apresentado ao final da cerimônia de colação de grau e no encerramento da Semana Luiz de Queiroz".

O que se depreende da interpretação e compreensão destes dois símbolos?

Vamos à leitura de algumas estrofes, inseridas no Hino e na Ode, que nos remete, neste ano, à comemoração dos 80 anos da fundação da Associação dos Ex-Alunos da ESALQ/ADEALQ. Do Hino: "Vem inspirar deusa Ceres, os filhos da gloriosa, que partem pelo Brasil (hoje pelo mundo), a propalar de norte a sul, cumprindo missão vitoriosa" e da Ode: "Ao cantarmos as nossas conquistas, numa vida de intenso labor, outra coisa não temos em vista, que pagar-te um tributo de amor".

O sentimento de pertencimento já se estabelece desde a entrada na vida acadêmica, mas o Hino e a Ode, em boa parte, internalizam no íntimo do egresso à expressão temporal de seu sentimento de gratidão. De que forma? Via Associação dos Ex-Alunos da ESALQ/ADEALQ, tornando-se sócio mantenedor.

Como surge a ADEALQ? Na linha do tempo, encontra-se o registro: "Em reunião realizada no Centro Acadêmico Luiz de Queiroz (CALQ), no dia 5 de dezembro de 1943, foi fundada a Associação dos Ex-Alunos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, a ADEALQ. Nesta reunião, presidida pelo Prof. José de Melo Moraes, foi feita a leitura do anteprojeto do Estatuto, que propunha o seguinte objetivo: 'Sociedade destinada a promover a aproximação intelectual entre os ex-alunos da ESALQ e mantê-los em permanente contato com este estabelecimento, a fim de que possam, unidos, cooperar pelo seu engrandecimento'... "Apesar do espírito empreendedor de seus fundadores, a ADEALQ somente constituiu sua primeira diretoria executiva em 14 de setembro de 1957... Neste mesmo ano a lei estadual n. 3837 instituía a Semana 'Luiz de Queiroz', que teve suas atividades regulamentadas em 1976, através do decreto n. 7831, assinado pelo então Governador do Estado Paulo Egydio Martins. Foi a partir de 1976 que as atividades da ADEALQ se intensificaram, tendo neste mesmo ano participado da organização da Semana 'Luiz de Queiroz', que comemorou o 75º Aniversário da ESALQ. Desta data em diante passou a programar, anualmente, as atividades da Semana que culmina com a reunião de confraternização dos ex-alunos da Escola".

Ao longo desses anos, a ADEALQ tem se constituído numa das parceiras da ESALQ, via Programa Mantenedores ADEALQ, associados que contribuem ativa e financeiramente para a manutenção da entidade e apoio ao Campus.

Sintetizando e juntando as peças, apoiado em seu objetivo de promover a aproximação intelectual e sentimental dos ex-alunos e mantê-los em permanente contato com a ESALQ, através de sócios mantenedores, e na Ode, que exalta que "outra coisa não temos em vista, que pagar-te um tributo de amor", a ADEALQ, nesta parceria, vem cumprindo missão vitoriosa.

---------------------------------

Publicado na Gazeta de Piracicaba, Ano XXI, n. 5256, 10/10/2023, p.2

PUBLIQUE NO BLOG!