Blog Esalqueanos

COVID-19 Uma ideia a ser considerada (RG; F90)

20/03/2020 - Por andré malzoni dos santos dias
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

1766 views 20 Gostei 0 Não gostei

Temos diversos desafios na contenção da propagação do covid-19 para efetivamente diminuirmos e exposição dos grupos de risco que geram internações e, se descontrolados, podem ocasionar exaustão do sistema de saúde por falta de aparelhos respiradores - não faltam leitos, faltam leitos equipados.

Toda mudança de hábito gera stress, e com isso, respostas diversas do individuo e da população - para termos sucesso precisamos implementar uma restrição de hábitos com processo culturalmente já aceito - O RODÍZIO!




A cidade de SP já convive com o tema desde outubro de 97! Ou seja, já estamos habituados!

Em resumo:

1) Isolamento máximo dos grupos de risco (idosos, cardiopatas, doenças crônicas pulmonares etc.) e todo o apoio coletivo para minimizar os impactos da restrição (apoio para obter alimentos, remédios etc - empresas como Rappi, IFood etc podem ajudar assim como sistemas como o UBER)

2) Plano de apoio de vulneráveis sociais utilizando estruturas publicas de atendimento, garantido comida e abrigo (ginásios por exemplo)

3) Implementação de um sistema de rodízio baseado em exposição controlada de população de baixo e baixíssimo risco (limitado a grupos etários) por exemplo:

a. Nascidos em janeiro e julho

b. Nascidos no primeiro trimestre

4) A escolha do agrupamento seria feita de acordo com o nível de exposição populacional, o risco de internações no grupo e a disponibilidade de leitos equipados.

5) A Cada semana um grupo teria exposição - ou seja vida normal - ao final daquela semana o grupo em questão entra em quarentena de 14 dias.

6) Após o término da quarentena do primeiro grupo poderíamos, por amostragem, testar o nível imunização populacional obtido e ajustar o modelo.


Em quatro, seis ou doze semanas teríamos exposição controlada de toda a população da cidade de SP.

A ideia além de controlar o fluxo de exposição ajudaria em muito no ponto levantado por alguns - o Stress causado pela ansiedade da duvida em saber quanto sua "liberdade" seria retomada, quando você poderia sair de casa etc.... - que pode sim gerar um problema enorme de dimensões imaculadas - desobediência civil generalizada por exemplo

Ideia rudimentar, mas espero que possa de alguma forma ajudar no cerne do problema de gestão de crise - controle do caos.

Abrcs


André Dias (RG - F90)


André Malzoni dos Santos Dias (RG F90) Engenheiro Agrônomo, Consultor e Empresário, é Presidente na atual Diretoria da ADEALQ, Ex-Mourante da República Gato Preto e Ex-Full Back da equipe de Rugby.

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES