Blog Esalqueanos

Causos do Dr Mauá - "Teseu e as Aulas Práticas de Química"

25/09/2015 - Por orlando lisboa de almeida
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

6371 views 0 Gostei 0 Não gostei

 TESEU E AS AULAS PRÁTICAS DE QUÍMICA

     Nosso amigo Ricardo Victor Libardi, o famoso Teseu, foi uma presença marcante no meio acadêmico.    Era dez em esforço e dedicação, mas a resultante era aquém do esperado e ele ia levando o curso meio de arrasto.    Nós tínhamos aulas de química no laboratório e entre as pipetas, provetas, buretas e outras mutretas, cálculos mil e o Teseu de vez em quando trocava umas bolas na manipulação das substâncias e o resultado dava zebra.   

     Era um tal de misturar um ácido com uma base, em proporções definidas, colocar algumas gotas de indicador (fenolftaleina ou coisa parecida – 30 anos, meu!) para saber o ponto certo da reação.    O professor avisava que o líquido no início iria ser azul celeste e quando a reação de completasse, devido ao indicador, a solução ia ficar rosa.     Todo mundo fazia tudo direitinho como estava no script e  o azul de repente virava rosa e era só fazer os cálculos e tudo o mais.    Quando todo mundo estava terminando as tarefas, lá estava o Teseu pingando mais reagente, mais e mais...  Nada de ficar rosa!     O mestre que já conhecia a fera, vinha  e perguntava ao “Senhor” Libardi se por um acaso ele não teria esquecido das gotinhas do indicador.

     O Libardi dizia que não só pingou as três gotinhas recomendadas, como botou mais umas duas para garantir o efeito.    O Mestre então, com paciência, pingava mais umas gotinhas e a solução de rosa ficava quase roxa, comprovando que não havia indicador.   

     Na época nós tínhamos um show do Bicho, o Bishow   e o Doutor Show, onde bichos e veteranos subiam ao palco com mais ou menos ensaio para demonstrar algum veio artístico na música, arte cênica ou correlatos.    Estavam recrutando talentos da nossa turma de veteranos para o Doutor Show e um gaiato resolveu convidar o Teseu para subir ao palco.  Ele, sério, argumentou que não tinha nenhum talento especial para demonstrar no palco e o gaiato falou brincando.     Teseu, você é um artista nato, já consagrado pelos colegas.  Só a sua presença no palco e um aceno para a platéia já vai arrancar aplausos.   Forçou a amizade.

Orlando Lisboa de Almeida (Mauá ou Camarão F-76)  Engenheiro Agrônomo, Fez carreira no Banco do Brasil onde se aposentou, hoje é conselheiro suplente da câmara de agronomia do CREA do PR, conselheiro consultivo do Sindicato dos Engenheiros do PR - Nativo de coração, frequentava a Republica Kpinzar

Mauá é nosso colunista do Blog e tem seus "Causos" publicados toda Sexta Feira para você começar bem seu "Quase Final de Semana" 

Acesse o BLOG do Orlando - http://www.orlandolisboa.blogspot.com.br  

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES