Blog Esalqueanos

Aristocracia (Pinduca F68)

26/11/2015 - Por marcio joão scaléa
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

2763 views 0 Gostei 0 Não gostei


O Universitário estudava agronomia, mas muito poucas vezes estivera numa propriedade agrícola, numa fazenda. Enquanto seu pai era vivo eram comuns as viagens de trem para Piracaia, os sete quilômetros de charrete e o fim de semana cuidando das plantas e pescando lambaris no ribeirão do sítio. As férias em Maringá na casa de sua irmã, também foram oportunidades para visitar plantações de café com seu cunhado Ivo, muitas vezes a negócio. Tanto o pequeno sitio de seu pai como as visitas às enormes fazendas de café foram fatores que pesaram muito na sua opção por agronomia. Ele gostava daquilo.

 

Mas durante sua estada em Piracicaba, esses contactos praticamente desapareceram, e o convite que o Amigo 1 lhe fez deixou-o em grande expectativa :

 

- Acho que vou passar o próximo fim de semana em Mococa, na fazenda da Tia Odete. Você quer ir?

 

- Quero sim. Mas vou precisar de quanto dinheiro?

 

- Nada, não. Na fazenda nem tem onde gastar.

 

A semana foi de preparativos, planos, finalmente ia conhecer por dentro uma fazenda de verdade, com pasto e gado, tiração de leite, lavoura de café, terra arrendada para o plantio de cebola...Na sexta feira à tarde, viagem a Mococa, lauto jantar e cama.

 

No sábado, madrugada na fazenda, acompanhando os trabalhos da prática de ter que produzir para seguir em frente, muito diferente da idéia romântica que se tem de uma fazenda : vaquinhas pastando num campo verdejante...Tomadas de decisão, pragas, doenças, clima nem sempre amigo : geadas, secas, chuvas, erosão, uma luta constante para produzir e preservar, o outro lado do romantismo.

 

No domingo, passeio pela vizinhança, com parada numa fazenda majestosa de propriedade de um ex ministro da agricultura, para cumprimentar uns amigos, o Amigo 1 o levava a tiracolo. Ao subir a escadaria da sede da fazenda, onde os donos os esperavam, veio a pergunta ao Universitário pela esposa do ex ministro :

 

- Boa tarde, muito prazer. Eu já o conheço? De que família você é mesmo ?

 

O Universitário deu-se conta, então, da existência de um outro universo, em que era necessário ter um sobrenome para poder freqüentá-lo. Que dirá para fazer parte dele?

 

Marcio Joao Scaléa (Pinduca F68) é Engenheiro Agrônomo ex morador da Republica Mosteiro

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES