Blog Esalqueanos

AGROdestaque entrevista Camila Brossi (F-2004)

25/08/2016 - Por camila brossi
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

3005 views 0 Gostei 0 Não gostei

Atuação profissional
Cientista dos alimentos, formada em 2004; mestre em Ciências pela ESALQ, desde 2007 e doutora em zootecnia pela USP, em Pirassununga. Há sete anos e meio atuo em indústria de alimentos, com foco em produção de produtos cárneos in natura e industrializados (experiência em garantia da qualidade e gestão de projetos).

A que área ou setor se dedica atualmente? Descreva as atribuições pertinentes ao cargo que ocupa. Qual a importância delas para o mercado?
Atualmente, faço parte da Diretoria Técnica Corporativa da JBS Divisão Carnes, como especialista em garantia de qualidade. Minha atribuição é coordenar projetos relacionados à segurança de alimentos, novas tecnologias e investigação de problemas/reclamações de clientes. Além disso, faço parte da representação da empresa em associações e comitês técnicos relativos à cadeia da carne bovina.

Quais os principais desafios desse setor?
Buscar estratégias que permitam elevar a qualidade dos produtos, garantindo sua segurança/sanidade, minimizando reclamações por parte do cliente e, ainda assim, buscando produtividade e lucratividade.
Estreitar o relacionamento entre a indústria e a pesquisa acadêmica, fazendo com que o conhecimento técnico seja uma ferramenta indispensável para o sucesso da indústria de alimentos.

Que tipo de profissional esse mercado espera?
O profissional neste ramo de atividade deve ter muita determinação e disciplina, sabendo ponderar entre a importância do conhecimento e da experiência adquirida, respeitando a força operacional da indústria e tendo uma visão ampla da cadeia produtiva como um todo, desde a pecuária, passando pelo desenvolvimento de produtos, fornecedores de insumos, produção, logística, até o relacionamento com o cliente, sem esquecer de todo embasamento teórico documental de requisitos legais e exigências específicas que variam entre os diferentes mercados importadores.

Entrevista concedida a Ana Carolina Brunelli, estagiária de Jornalismo
24/06/2016
Fonte: Site ESALQ

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES