Acontece ESALQ

Scientia Agricola atinge nível máximo no Qualis de Agrárias

18/09/2015 - Por
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

11131 views 0 Gostei 0 Não gostei






Scientia 3.jpeg

A revista Scientia Agricola (antigos Anais da ESALQ), publicação científica oficial da ESALQ, atingiu o estrato A1 no Qualis da área de Ciências Agrárias I, da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), do MEC.


 Qualis é o conjunto de procedimentos utilizados pela CAPES para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas brasileiros de pós-graduação. Dentre os procedimentos está a classificação das revistas científicas utilizadas pelos programas de pós-graduação para a divulgação da sua produção.


 A classificação de periódicos é realizada pelas áreas de avaliação e passa por processo anual de atualização. Esses veículos são enquadrados em estratos indicativos da qualidade, sendo A1 o mais elevado e A2 o segundo estrato. Depois seguem-se os estratos B1; B2; B3; B4; B5 e C.


 Para a maioria dos Comitês de Avaliação da CAPES é levado em conta o fator de impacto da revista (FI) da base de dados Web of Science, da empresa Thompson-Reuters. Como editora de bases de dados, a Thompson-Reuters busca informar a comunidade científica nos diferentes campos do saber, mantendo uma abrangente base de dados bibliográfica e multidisciplinar de informações científicas do mundo todo. 


 Até a última avaliação a revista Scentia Agricola encontrava-se no estrato A2 na área de Ciências Agrárias I. Na avaliação de 2015 a Scientia Agricola atingiu o nível máximo (A1) graças à sua constante melhoria, tendo o maior fator de impacto dentre as revistas brasileiras na área de Agrárias. As revistas Scientia Agricola, Anais da Academia Brasileira de Ciências e Genetics and Molecular Biology foram as 3 únicas brasileiras a atingirem o grau máximo do Qualis/CAPES em Agrárias.


 Um dos fatores da crescente credibilidade obtida pela revista Scientia Agricola é seu alto grau de internacionalização, o que se deu basicamente pelo fato da revista ser publicada totalmente em língua inglesa desde 2004. Isso possibilitou ter um amplo quadro de editores associados e revisores do exterior, o que impulsionou a qualidade dos artigos aceitos e estimulou um aumento nas submissões de artigos de autores de outros países. Artigos publicados em inglês são mais acessados pela comunidade científica, tendo, assim, maior probabilidade de serem citados por autores internacionais. 


Hoje, a Scientia Agricola conta com 50% de seus editores associados do exterior, 25% da ESALQ e 25% de outras instituições brasileiras, o que enfatiza o caráter exógeno da revista. Em média, 60% dos revisores (pareceristas) de artigos da Scientia Agricola são estrangeiros. Em 2014, cerca de 1/4 dos artigos publicados na Scientia Agricola tiveram pelo menos um autor do exterior. Mais de 90% das citações dos artigos da Scientia Agricola são provenientes de outras publicações.


Essa excelente notícia para a Scientia Agricola vem num momento importante para a revista, já que coincide com o fechamento de um ciclo do excelente trabalho realizado pelo Prof. Luís Reynaldo F. Alleoni (turma de 1985), do Departamento de Ciência do Solo, ao longo de seus 15 anos à frente da revista. Desde início de julho, a revista passou a ter um novo Editor-Chefe, Prof. Paulo C. Sentelhas, do Dep. de Engenharia de Biossistemas, que já vinha atuando como Editor Científico desde 2013. 


O Prof. Alleoni se mantém na revista, atuando agora como Conselheiro juntamente com os professores Klaus Reichardt, Ricardo A. Azevedo, José Leonardo M. Gonçalves, Francisco A.M. Mourão Filho e Carlos G.S. Pedreira. A revista entra em uma nova fase, porém o compromisso com a qualidade e o respeito com os autores continuam sendo as prioridades da nova Comissão Editorial. 




Artigos completos podem ser acessados em www.scielo.br/sa, enquanto artigos dos Anais da ESALQ, de 1944 a 1991, são encontrados em www.scielo.br/aesalq



PUBLICIDADE
APOIADORES