Acontece ESALQ

Projeto SolidarESA Luiz de Queiroz completa cinco anos

03/12/2018 - Por
32 views 0 Gostei 0 Não gostei

Sob o viés da solidariedade e da cidadania responsável, mais de nove toneladas de alimentos foram doadas a diversas entidades assistenciais de Piracicaba.

 

A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz – Esalq, unidade da Universidade de São Paulo (USP), tem cada vez mais direcionado seus esforços em projetos que promovam o bem comum. Há cinco anos, por iniciativa da Casa do Produtor Rural (CPRural/Esalq/USP) - em parceria com os grupos de extensão universitária e com o Rotary Club de Piracicaba - nascia o SolidarESA Luiz de Queiroz que une ação social com a agricultura sustentável.

 

O intuito é aplicar o ensino, a pesquisa e a extensão, gerados na Esalq/USP, a favor da comunidade local. Em tempos de individualismo é preciso, por meio da educação, voltar o olhar para o próximo. Estes princípios permeiam o SolidarESA, que se propõe a praticar e valorizar a solidariedade e, ainda, a transformar a universidade em um espaço de integração com os cidadãos piracicabanos.

 

Desde 2013, o SolidarESA tem auxiliado na reflexão de alunos, docentes e funcionários da instituição sobre os problemas locais, e desenvolvido nas pessoas uma cultura mais participativa, que favoreça o bem estar coletivo.

 

No início, o projeto contemplava três etapas, a semeadura, o fomento da atividade agrícola e a doação da produção para as entidades assistenciais. Na primeira edição, o feijão foi escolhido por ser uma das leguminosas mais consumidas no Brasil e por suas comprovadas propriedades nutritivas. A partir de 2014, mais uma etapa foi inserida e denominada de “Dia de Campo” com as entidades sociais. O objetivo é levar os assistidos na área de cultivo para conhecerem o donativo.

 

Hoje, com cinco anos de existência, o SolidarESA é desenvolvido em quatro etapas. Na primeira delas, os alunos realizam a implantação da cultura para a produção do alimento, em área destinada especialmente ao projeto, é uma forma de aplicar os ensinamentos adquiridos na sala de aula no campo.

Com o cultivo estabelecido, é realizado um evento técnico - que alia palestras e práticas – para apresentar as pesquisas desenvolvidas aos produtores rurais.  Além disso, são demonstradas as tecnologias sustentáveis que podem ser empregadas na propriedade, aumentando assim, a eficiência da produção.

 

Posteriormente é a vez dos assistidos participarem das atividades na área de cultivo. O objetivo não é apenas doar, mas fazê-los conhecer um pouco mais sobre a agricultura, a Esalq/USP e a importância do alimento ofertado.

 

Por meio do Rotary Club de Piracicaba, são feitos os cadastros, as reuniões e as visitas locais para conhecimento da infraestrutura e das atuações de cada entidade participante. Esta fase revela não somente como as pessoas são positivamente impactadas pelas atividades prestadas, mas também as suas reais necessidades.

 

Por fim, todo o alimento produzido é doado para diversas instituições sociais. O Feijão (1 Ton) e o Milho Verde (mais de 8 mil espigas) foram produzidos pelo Grupo de Experimentação Agrícola – GEA; a Batata (3 Ton) pelo Projetando Agricultura Compromissada em Sustentabilidade – PACES, o Arroz (2 Ton) pelo Grupo de Fisiologia Aplicada a Sistemas de Produção – GFASP e a Cenoura (2,6 Ton) pela Casa do Produtor Rural - CPRural.

 

O SolidarESA Luiz de Queiroz tem a coordenação técnica dos docentes Durval Dourado Neto, Paulo Cesar Tavares de Melo e Fernando Angelo Piotto. A realização é da Casa do Produtor Rural, com o apoio da Pró-reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU/USP); Programa Unificado de Bolsas (PUB), Diretoria da Esalq/USP; Prefeitura do Campus Luiz de Queiroz, Serviço de Cultura e Extensão Universitária – SVCEx, Departamentos da Esalq/USP, Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz e PECEGE.

 

Marcela Matavelli

Comunicação/Coordenadora

Casa do Produtor Rural – ESALQ/USP

 

PUBLICIDADE
APOIADORES