Acontece ESALQ

iGEM 2017 International Genetically Engineered Machine

07/04/2017 - Por
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

4645 views 0 Gostei 0 Não gostei

O Grupo de Estudos em Biologia Sintética (GBios), sediado no
Departamento de Genética (LGN/ESALQ) tutorado pela Profa. Maria Carolina
Quecine Verdi, e também solicitar o seu apoio para que o grupo possa participar
do iGEM 2017 (International Genetically Engineered Machine), fundação ligada ao
Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). 

gbios.jpg IGEM_official_logo.png 

O Grupo de Estudos em Biologia Sintética (GBioS), idealizado em 2016,
conta com 19 participantes, dentre eles estudantes de graduação (Engenharia
Agronômica e Florestal) e pós-graduandos de diferentes departamentos de nossa
Instituição bem como pesquisadores do SENAI. Em 2017, seu principal objetivo
será a participação no iGEM 2017 (http://2017.igem.org/Main_Page), que ocorrerá
em Boston, nos Estados Unidos, em Novembro deste ano. 

O iGEM (International Genetically Engineered Machine) é uma das maiores
competições internacionais na área de Biologia Sintética e tem ocorrido desde
2004. Em 2016, reuniu 300 grupos de vários países, e duas equipes da USP foram
agraciadas com medalhas de prata (USP-Unifesp) e bronze (USP-EEL)
(http://jornal.usp.br/universidade/projetos-da-usp-ganham-prata-e-bronze-em-competicao-do-mit/).
O desenvolvimento do projeto se dá durante todo o ano, com metas a serem
cumpridas, e ao final, no mês de Novembro, ocorre o grande evento em
Boston-MA/EUA, para avaliação e premiação dos grupos. 

Esta será a primeira participação da ESALQ/USP no iGEM, e para que
possamos participar do evento e desenvolver o projeto há alguns custos como a
inscrição para o evento, além da passagem e hospedagem dos alunos. Tendo em
vista os custos estimados para realização do evento, contamos com a colaboração
de todos que estiverem disponíveis e interessados em ajudar. Para isto, criamos
uma campanha de crowdfunding, isto é, acessando o site abaixo, você consegue
contribuir conosco e nos auxiliar a cumprir com sucesso este nosso
objetivo. 

https://www.kickante.com.br/campanhas/gbios-rumo-uma-jornada-cientifica-0

Se está curioso sobre nossa proposta, aqui vai uma síntese do que
desenvolveremos nesta competição:

O projeto de nosso grupo consistirá na otimização do papel benéfico de
uma bactéria proveniente da biodiversidade brasileira. A linhagem RZ2MS9,
Bacillus sp., foi previamente isolada da rizosfera do guaranazeiro. A rizobactéria
promotora de crescimento de plantas (RPCP) Bacillus sp. RZ2MS9, é uma forte
candidata a bionoculante por seu efeito benéfico, previamente descrito, em uma
ampla gama de culturas, incluindo milho, soja, cana-de-açúcar, tomate. A
linhagem apresentou-se positiva para os mecanismos de solubilização de fosfato,
fixação biológica de nitrogênio, produção de sideróforos e produção de AIA in
vitro. Essa rizobactéria teve seu draft de sequência genômica publicado por
pesquisadores da ESALQ e apresenta genes envolvidos em diversos mecanismos
potencialmente relacionados ao seu efeito benéfico sobre as plantas. Falta
entretanto genes relacionados a mineralização do fosfato, como fitases, de suma
importância para disponibilizar à plantas fosfato de fonte orgânica. Essa
característica está relacionada a redução da dependência de fontes fosfatadas
de fertilizante. Assim, pretendemos utilizar das ferramentas da biologia
sintética e otimizar o enorme potencial dessa rizobactéria para promoção de
crescimento vegetal, desenvolvendo assim uma SuperBacc, ou seja um super
Bacillusbionoculante para plantas. Gostaríamos ainda de destacar que o uso de
biologia sintética é praticamente inexistente na área agrícola, estamos assim
trabalhando no estado da arte da técnica. 

































Esalqueanos (as),
agradecemos sua colaboração, que tornará possível a realização da aspiração
deste objetivo do grupo!



PUBLICIDADE
APOIADORES